Os 5 pecados sobre o que vestir no mundo corporativo.

Com que roupa eu vou? No primeiro dia de trabalho, naquela reunião importante, no happy hour ou na “festa da firma”… Pense rápido: quantas vezes você se fez essa pergunta depois que começou a fazer parte do mundo das empresas?
Entrar nesse novo mundo pode demandar uma atenção especial. Para te ajudar nesse dilema, listamos aqui os 5 pecados sobre o que vestir no ambiente corporativo:

1. Pecado do excesso – Tudo que é muito exagerado não cai bem nesses ambientes. Muitas cores juntas, decote muito grande, muita transparência, saia muito curta, cabelo muito bagunçado, muita barba para fazer (lembre-se: o problema não é ter barba e sim não cuidar dela)… Fique atento, pois quando cometemos esse pecado, o que desperta o interesse é o exagero e não você.

2. Pecado do uniforme – Você vai encontrar em muitos sites, artigos e blogs várias sugestões sobre looks perfeitos para o trabalho e, também, ideias de roupas que cabem em qualquer ocasião. Cuidado para o seu guarda-roupa não ficar parecendo um armário de uniformes, repletos de terninhos, calças pretas e camisas brancas!

3. Pecado do contexto – Uma leitura mais ampla sobre como funciona a empresa ou qual a situação que estará envolvido pode ser essencial para acertar no visual. Empresas mais formais ou mais descontraídas podem te ensinar a se adequar com mais facilidade a diferentes ambientes. Se ajudar, consulte o tão famoso “dress code”, uma espécie de código de vestimenta que toda organização possui. Assim, você pode usar e abusar do estilo respeitando o que é valor para a organização.

4. Pecado do desleixo – Cuidar da sua imagem pode ir além do guarda-roupa. Cabelo oleoso e mal penteado, unhas descascando o esmalte, camisas amassadas, manchas na roupa, cheiro forte de cigarro ou de comida, suor… tudo isso pode te atrapalhar bastante. Um perfume (desde que usado com moderação) sempre será bem-vindo, pense nisso!

5. Pecado da falta de identidade – Agora o mais importante, você precisa deixar sua marca também na forma de se apresentar. Não se esqueça dos elementos que te tornam único, que te representam. Seja um acessório, cores, estampas, penteado… Você sempre precisa ser você!

Buscar uma organização que tenha valores alinhados aos seus e que respeite seu estilo faz esse processo ser muito fácil e natural. Ter que mudar radicalmente o seu visual para se adequar pode ser uma boa dica para pensar se está na empresa certa!
Depois de tudo isso, respire, se inspire, se prepare e siga em frente. Bom trabalho!

(Cia de Talentos)

by Jessica Sousa

Design Gráfico & Web, Fotografia e Marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *